logo

13 de abril de 2017

Casamento eterno

 Quero falar sobre vida conjugal, apesar de não ser casada aprendi muito sobre casamento e relacionamento amoroso, para não errar no futuro. Hoje atarde estava conversando com um amigo que se desviou dá fé, ele está afastado de Deus e fazendo coisas erradas, ou seja, tendo relações sexuais com várias mulheres. Ele disse que a maioria das meninas que ele tinha transado queriam namorar com ele, e uma outra, queria casar! Passamos alguns minutos falando sobre isso, e eu o aconselhei dizendo que casamento não é uma brincadeira, e que essa moça que tinha deitado com ele deveria está desesperada pra casar só por casar! E uma mulher que transa com todo mundo como se fosse um animal irracional, jamais vai atrair um homem que queira um compromisso sério. E uma mulher que queira casar e construir família jamais vai se relacionar com um homem que anda com uma e outra. É até uma questão de segurança, vai que uma pessoa dessa tenha uma doença sexualmente transmissível...

 Se uma pessoa não respeita os passos de um relacionamento feliz, ou seja, namoro e noivado, jamais deverá se casar! Casamento pra mim é algo para vida toda, tem que haver submissão por parte dá mulher, o papel dá mulher é cuidar do marido, é cuidar de si mesma para ter uma boa imagem, é se amar primeiro, pra só assim amar uma outra pessoa. Casamento não é brincar de boneca! Tem que ter uma casa, pois quem casa quer casa, tem que ter uma renda para sustentar o lar e a família, e principalmente muito amor e respeito. Quando a gente ama, a gente sacrifica! O homem gosta de carinho, de beijos, de ser surpreendido, de está ao lado de uma mulher linda em todos os aspectos. Muitos casais se separam por que relaxam depois que casam, então o homem ver quem realmente a mulher é sem maquiagem e de baixo daquelas roupas bonitas, e a mulher ver que o homem não é aquele cavalheiro que ela conheceu no namoro, ele é um grosso, arrogante, imundo e traidor! Por isso é tão importante respeitar os passos para chegar até o casamento, dependendo do tempo de namoro dá para conhecer bastante o parceiro, depois que noiva e um começa a frequentar a casa do outro aí fica mais fácil de saber se aquela pessoa é a pessoa dá sua vida! Não existe coisa mais triste do que um casamento destruído, e depois que vem os filhos então nem se fala... A família toda sofre e se separa, até mesmo os familiares do homem e dá mulher, não existe coisa mais satânica do que o fim de um casamento, e eu sei o que é isso pois sou filha de país separados. Todos os dias eu tento aprender mais e mais sobre vida amorosa a base dá bíblia, para quando chegar o grande dia dá minha vida eu não errar, como muitos tem errado. Eu não estou desesperada para casar, acredito que tudo tem o seu tempo certo, e que Deus sabe de todas as coisas. Eu sou muito carinhosa, sou muito de cuidar, sou uma verdadeira mãe, não tem como dá errado! É só aprender a conviver com as diferenças, dialogar com muito carinho e amor, e colocar Deus acima de tudo! Não existe casamento feliz sem o Espírito Santo de Deus. Para mim todo espírito que não seja de Deus é espírito demoníaco, não existe espírito bom que não seja o de Deus, não existe espírito dá natureza, disso ou daquilo. O Espírito do Amor, dá paz, dá mansidão, dá união, dá submissão é o Espírito de Deus.

 Mais o que é casamento? Casamento não é uma cerimônia religiosa, casamento não é uma igreja lotada de gente com uma mulher de vestido branco e com um buquê de rosas nas mãos, casamento não é uma festa de comemoração. Deus sempre falou em sua palavra que o casamento é uma benção sobre um casal, uma benção de uma "pessoa de Deus" que possa abençoar um casal e determinar a sua felicidade, e a sua união eterna. Na época de Jesus quem casavam seus filhos eram os seus pais, pois eles tinham grande autoridade para abençoar os seus filhos. E aí eu pergunto! Quem tem o poder maior de abençoar uma pessoa? Os seus pais que foi quem os criou e deu educação, ou gerou... Ou uma outra pessoa? Desconhecida e que se diz de Deus? Não existe benção maior do que a benção dos nossos pais, se as bençãos dos nossos pais tem um poder muito grande, imagine o peso de uma maldição vindo de um pai, de uma mãe ou de uma família... Por isso que muitos relacionamentos não dão certo, por conta das pragas e maldições jogadas pelas próprias pessoas dá família, é daí que vem toda desavença na vida amorosa das pessoas. Mais Deus olha para cada um de nós de uma forma diferente, pois cada um tem uma história de vida, e existem muitas pessoas que vieram de uma família destruída e hoje são muito felizes. Deus entende quando fazemos algo para resguardar o nosso futuro e a nossa felicidade. Quando a família é problematica o que se deve fazer é se afastar e começar uma vida nova longe de todo mal vindo deles. Não​ existe maldição maior do que maldição de família, é pra destruir mesmo.

 Casamento é fé, e fé é isso: é aprender a conviver com as diferenças, com os defeitos e aprender a perdoar e acima de tudo acreditar. Fé não é só um guarda-chuva que usamos em dias de tempestades, ventos fortes e nuvens carregadas. A fé nos protege dos enganos, da maldade, das adversidades e da força contrária que possa vir. A fé não vê impossível nem se intimida mesmo que o gigante seja maior que nós. Não somos fortes, mas a fé em nós nos engrandece, nos anima, nos fortalece e nos capacita. Não há força maior que a fé, ela sim nos permite ultrapassar, conquistar, realizar, avançar, prosperar e vencer. Quando estamos atravessando caminhos estreitos e tempestades fortes o melhor é abrir o guarda-chuva dá fé para que não venhamos nos molhar com nenhuma força contrária que possa nos contaminar de desânimo, tristeza, medo ou dúvidas. A fé nos mantém intactos do que não vier de Deus, e assim nos protegemos do que não é bom. Sei que não é fácil passar por tempestades, mas tente abrir o guarda-chuva dá fé e vai enxergar tudo de forma diferente, vai ver que nada é impossível para Deus, e que operando Ele em nossas vidas, ninguém o impedirá de nos abençoar. Pratique a fé e irá se aproximar de Deus e vencer qualquer tempestade.

 A falta de diálogo no casamento pode provocar a falência múltipla de tudo o que foi construído ao longo dá união. Existem mulheres que não gostam de discutir nada com os maridos. Muitas vezes eles as procuram para conversar sobre outros assuntos, problemas de trabalho, possíveis problemas de saúde, desejam trocar idéias sobre esses assuntos, e suas mulheres preferem a televisão, as amigas, ou qualquer outra coisa para evitar conversar com seus maridos. Isso é um péssimo sinal. Na verdade quando evitamos nossos maridos ou nossas esposas, algo muito sério está acontecendo nessa relação. É preciso que haja amizade entre marido e mulher. O amor tem que ser natural entre eles. Ambos devem gostar de estarem próximos um do outro. O diálogo deve estar presente o tempo todo, pois ambos precisam desabafar os acontecimentos do dia, seja no trabalho ou mesmo no lar, onde muitas coisas acontecem. Se, marido e mulher não puderem contar com eles mesmos como confidentes um do outro, como funcionará esse relacionamento onde ninguém sabe o que se passa no coração do outro? A infidelidade destrói o casamento, mas a falta de diálogo também pode levá-lo ao término. Maridos e esposas conversem com seus parceiros de jornada, e não permita que outras pessoas interfiram em suas vidas, só Jesus.

 É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas. Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se. Mas pobre do homem que cai e não tem quem o ajude a levantar-se! E, se dois dormirem juntos, vão manter-se aquecidos. Como, porém, manter-se aquecido sozinho? Um homem sozinho pode ser vencido, mas dois conseguem defender-se. Um cordão de três dobras não se rompe com facilidade. (Eclesiastes 4:9-12)

 Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne. O homem e sua mulher viviam nus, e não sentiam vergonha. (Gênesis 2:24-25)

 Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe. (Mateus 19:6)

Postar um comentário