logo

30 de março de 2017

Psicoterapia e o sonho estranho

 Hoje foi o meu primeiro dia de psicoterapia, achava que não teria uma psicóloga agora, que seria só a terapia com psiquiatra, mais me ligaram de manhã me chamando. Então tomei banho, me arrumei e fui direto pra lá. Falei de tudo que estava passando, também falei dos problemas que tenho com a minha família, é muito difícil falar assim de cara o que está acontecendo, mais consegui falar algumas coisas e resumir. Minha ansiedade é tanta que queria falar logo tudo de uma vez, desde as coisas dá infancia, até os problemas que tenho hoje. Acabei misturado tudo, são tantos detalhes que fazem toda diferença contar, me senti aliviada em colocar tudo pra fora, mais aos poucos tudo foi se encaixando, como ela mesmo disse, não precisa de pressa, vou ter muitos dias para falar tudo. Ela disse que não sabe como eu ainda estou viva, como eu pude suportar tantos problemas, o pior de tudo é que não parece ter um fim. Devo conquistar minha independência e me mudar pra bem longe. Falei também dá questão sentimental, que nunca consegui arranjar um namorado, nunca tive nenhum tipo de relacionamento com ninguém, falei que me sinto velha e ela riu... Eu sei que não sou velha, mais quando falo de velhise, significa que eu já deveria ter conquistado muitas coisas com 24 anos. Poderia ter terminado a minha faculdade, já está casada e vivendo minha vida independente, sem ficar dependendo dá má vontade dos outros e dá minha família. Mesmo que eu não tivesse casada hoje poderia pelo menos está noiva, me sinto muito sozinha... Disse que via as pessoas casando e sendo felizes e que eu não conseguia isso, e ela falou que eu não tive uma vida fácil, as outras pessoas deveriam ter vivido uma outra realidade, se eu tivesse uma família boa, e que me amasse de verdade, já faria uma grande diferença.

 Me veio a cabeça que nem todo mundo que é casado é feliz. Pra falar a verdade vejo mais gente solteira e separada do que casada, já conheci pessoas com quase quarenta anos solteiras. Fico muito assustada quando conheço alguém velha e solteira, acho um absurdo uma pessoa ter trinta anos e não ter casado, me dá logo um medo, e fico me perguntando se eu vou ser daquele jeito... Como eu não tive infância e nem adolescência, quero curtir muito meu marido, quero namorar um bom tempo, noivar e casar, QUERO FAZER UM HOMEM FELIZ. Não sou egoísta, não penso só em mim, aprendi que se eu for uma boa esposa, com certeza terei um bom marido, dependendo do homem que eu for escolher para passar a vida toda ao meu lado, se eu escolher um marido como a maioria das mulheres de hoje em dia, com certeza iria me frustrar. Afinal de contas vagabundagem, cabelos estranhos e platinados, brincos nas orelhas, tatuagens e vícios estão super na moda, e eu acho isso ridículo.

 Mais como viver a vida sem ter uma vida amorosa? Como viver sozinha, sem ter alguém pra contar? A solidão faz parte dá maioria dá vida das pessoas e elas não conseguem lhe dar com isso, pelo menos eu não desconto a minha solidão sentimental nos outros... Acredito que não sou uma pessoa frustrada, a pesar de ter achado isso muitas vezes, apenas tento resolver os meus problemas de todos os jeitos, o que eu posso fazer eu já faço.

 Não quero ser repetitiva e ficar falando as mesmas coisas de sempre, não tenho muitas novidades, as coisas sempre permaneceram como sempre esteve, não posso mudar ninguém, e nem tenho poder pra isso. Como eu já havia falado milhares de vezes, o que eu faço é orar, já entreguei nas mãos de Deus, e tenho certeza que tudo vai acontecer na hora que tiver que acontecer. Tento não ficar ansiosa, mais infelizmente é mais forte do que eu, sinto logo uma queimação na barriga, uma preocupação, fico triste muitas vezes, sem falar dá família que sempre é um problema.

 Ontem de madrugada tive um pesadelo! Sonhei que estava numa festa e que tinha conhecido um rapaz que roubava o meu celular. Eu não consegui lembrar do rosto dele, mais parecia ser mais ou menos dá minha idade, ele não tirava as mãos do meu ombro, ele me abraçava e me beijava e quando sai dá festa eu abri a bolsa e me dei conta que o meu celular não estava no lugar, fiquei desesperada e depois de muito andar na rua, abri a bolsa mais uma vez e ele estava lá intacto! Mais como? Então eu abri a parte de traz e vi que estava sem o cartão de memória. Eu sei que parece meio idiota, os meus sonhos são sempre sem nexo, mais parecia tão real que acordei e olhei para a cômoda, me levantei imediatamente e abri a parte de traz do celular para ter certeza que o cartão de memória estava lá. Nunca fui assaltada, pensei que poderia ser um aviso, sempre ando com muito cuidado na rua e super rápido, com muita pressa... Nunca dei o azar de um infeliz botar uma arma na minha cabeça e me levar tudo, mais já aconteceu com todos os membros dá minha família, menos comigo. Minha tia por parte de mãe então, acho que já assaltaram ela umas seis vezes, minha mãe também, e minha irmã umas três vezes, minha vó coitada! Nem se fala. Não custa nada quando sair de casa fazer uma oração e entregar a vida a Deus, todo cuidado é pouco.

 Afaste do coração a ansiedade e acabe com o sofrimento do seu corpo, pois a juventude e o vigor são passageiros. (Eclesiastes 11:10)

 Quando a ansiedade já me dominava no íntimo, o teu consolo trouxe alívio à minha alma. (Salmos 94:19)

 Busquei o Senhor, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores. (Salmos 34:4)

 O coração ansioso deprime o homem, mas uma palavra bondosa o anima. (Provérbios 12:25)

Postar um comentário