logo

21 de março de 2017

Lute por seus direitos

 Preciso admitir que sou uma pessoa que gosta de brigar... Há brigo mesmo! Movo céus e montanhas para ter o que é de "direito" meu. Não sou de fazer alardes, ou um grande escândalo, há não ser quando seja algo muito grave. Vivemos em tempos de muitas injustiças, principalmente sociais. As pessoas não querem reconhecer que existam outros tipos de classes sociais, acham um absurdo defender pessoas que são diferentes em alguns aspectos, ou seja tudo que é diferente das outras pessoas deve ser exterminado. Eu luto pelo fim dá desigualdade e dá injustiça, acredito que toda situação deve ser vista e resolvida dá melhor forma. Acredito que o Brasil seja o pior país para se viver, mais não sei se eu conseguiria viver em outro país que não fosse o meu. Antigamente eu não me importava muito com política, votava nos candidatos que a minha mãe mandava... É impressionante como nem esse direito eu tinha, o meu voto iria para os candidatos imundos dá minha mãe, para ela poder subir de cargo e ganhar mais... Ela me ameaçava todos os anos, não fazia nada por mim e ainda queria roubar meu voto! Na verdade na verdade, as pessoas sempre se deleitam com os pobres ignorantes que não entendem nada dá vida.

 Foi tão bom aprender sobre política, aprendi desde cedo que todo político é corrupto, que eu poderia votar em qualquer um, que tudo daria no mesmo, então para manter os interesses dá minha família, eu sempre votava nos candidatos deles... Olha só como eu estava enganada! Não existe coisa pior do que a ingratidão e a covardia, infelizmente eu vim de uma família covarde, que não tem coragem de assumir os seus erros, todos são culpados, e eles sempre são vítimas.

 Nunca fui de levar desaforo para casa, as pessoas tem os seus problemas pessoais e querem descontar nos outros de fora. Eu graças a Deus nunca sofri desse "mal" quando estou cheia de problemas, guardo tudo para mim e não saio por aí disparando ódio gratuito e culpando os outros pelos meus problemas. E não é culpa dos encostos não, a culpa é dá pessoa mesmo, que não sabe se segurar e manter a linha. As vezes não conseguimos olhar para o nosso próximo, as pessoas só sabem mesmo olhar para os seus próprios umbigos, o problema delas sempre são os mais graves, a pessoa é formada a anos numa determinada área, mais não quer ir atrás de emprego, por que não quer acordar cedo. O pior é julgar o problema do próximo, apontar os defeitos, e dizer que está errada, mais não olha para a própria situação vergonhosa.

 Faz aproximadamente dois meses que fui numa loja comprar sapatos, em cada prateleira tinha um par com diversos números e modelos, um de baixo do outro. Como estava tudo organizado perguntei a vendedora super arrogante e com a cara muito feia, se tinha o número 39, que no caso é o meu número. Eu não queria jogar tudo no chão e bagunçar tudo que ela tinha organizado para procurar... Então ela foi puxando os sapatos que eu tinha escolhido na maior má vontade, e sempre os que estavam na parte de cima. Entre os seis pares que escolhi, ela pegou duas caixas, e disse que o restante não tinha o meu número. Achei muito estranho! Pois cada par de sapatos o número maior fica sempre em baixo... Eu sei que ela não queria puxar os sapatos que estavam embaixo que não queria desorganizar o que ela tinha arrumado, ou seja, ela preferia que estivesse tudo organizo, um em baixo do outro, do que vender... Então eu joguei tudo no chão e peguei os pares de sapatos que eu queria, e ela ficou de costas arrumando outras prateleiras, mais prestando atenção no que eu estava fazendo, levei ao caixa, paguei e fui embora.

 Não é de hoje que chego em um estabelecimento e sou mal tratada, não só eu, mais a maioria das pessoas, que são obrigadas a se submeter ao mal humor dos outros. As pessoas trabalham com preguiça por que acham que ganham pouco, elas acreditam que estão fazendo um favor a todo mundo, sendo que elas​ estão sendo pagas para exercer aquela ocupação... Vejamos como está a situação dá saúde pública no nosso país, muitos pacientes são humilhados por médicos, você chega para se consultar e o medico diz que não tem mais jeito, que o melhor a fazer é esperar a morte. Quantas vezes eu já não vi pessoas sendo maltratadas por médicos e ficarem caladas... Ao em vez de levar o caso a ouvidoria do hospital e processar o médico, o problema sempre é o mesmo, o dinheiro! O médico trabalha mal por que diz ser mal pago, a recepcionista atende mal por que diz que é mal paga, as pessoas não querem processar por que não tem dinheiro para pagar um advogado... Eu nunca vi profissionais mais exigentes, do que esses dá área dá saúde, quanto mais ganha, mais quer e eu já falei sobre isso em outro post desse blog.

 O mal do brasileiro é achar que todo mundo deve pagar por suas desgraças, para eles tanto faz ser tratado bem ou mal. Só fazem reclamar e não tomam nenhuma atitude... Nunca correm atrás dos seus direitos como cidadãos, acham que o país nunca vai mudar, e por isso mesmo nunca muda. Se cada um fizesse a sua parte poderíamos progredir de alguma forma, mais não... Só conseguem pensam em desgraça e coisa ruim. Aceitam tudo de cabeça baixa achando que estão errados por serem pobres e não terem condições financeiras.

 Muitos falam que a ansiedade é o mal do século, mais eu prefiro dizer que a preguiça é o mal do século... Que está enraizada no ser humano, que só quer saber de se encostar e esperar seus problemas serem resolvidos, ao invés de buscar e lutar por eles.

 Eu só peço a Deus paciência! Respiro fundo, conto de um até três, e pronto. Não vou tomar iniciativas precipitadas sabendo que vou me prejudicar depois, prefiro mil vezes acordar cedo e pegar a fila dá defensoria pública, do que ficar de braços cruzados sem fazer nada. A mesma coisa é um trabalho! É por isso que existe Cine, e todo trabalho é digno... Mais muita gente torce o nariz por pensar que é coisa de pobre... Pra você ver como são as coisas, nem o pobre se aceita, tem vergonha até dá própria condição de vida.

 Pois ouvimos que alguns de vocês estão ociosos; não trabalham, mas andam se intrometendo na vida alheia. A tais pessoas ordenamos e exortamos no Senhor Jesus Cristo que trabalhem tranquilamente e comam o seu próprio pão. (2 Tessalonicenses 3:11-12)
       
 Até quando você vai ficar deitado, preguiçoso? Quando se levantará de seu sono? Tirando uma soneca, cochilando um pouco, cruzando um pouco os braços para descansar, a sua pobreza o surpreenderá como um assaltante, e a sua necessidade sobrevirá como um homem armado sobre você. (Provérbios 6:9-11)

 As mãos preguiçosas empobrecem o homem, porém as mãos diligentes lhe trazem riqueza. Aquele que faz a colheita no verão é filho sensato, mas aquele que dorme durante a ceifa é filho que causa vergonha. (Provérbios 10:4-5)

 Não ame o sono, senão você acabará ficando pobre; fique desperto, e terá alimento de sobra. (Provérbios 20:13)

 Nunca falte a vocês o zelo, sejam fervorosos no espírito, sirvam ao Senhor. (Romanos 12:11)

Postar um comentário