logo

16 de março de 2017

Família em primeiro lugar

 Ultimamente tenho ouvido de algumas famílias a palavra "odeio" de muitos pais e muitos filhos... É muito comum depois de uma separação cada um ficar de um lado, o filho homem sempre fica do lado do pai, a filha mulher sempre fica do lado dá mãe, o filho homem odeia a mãe e fica a favor do pai e vice versa... O que me deixa mais assustada é a falta de diálogo e de intimidade que os pais tem com os filhos, minha mãe por exemplo nunca foi de conversar comigo, a gente sempre briga e discuti por qualquer coisa, muitas vezes por conta do que os outros de fora falam, as pessoas de fora que não tem nada a ver com a família ficam se intrometendo em assuntos familiares e botando uns contra os outros. Acho que eu já falei mais ou menos sobre isso, mais quero enfatizar alguns pontos e falar sobre divórcio, sobre a separação de um casal e sobre a vida dos filhos depois disso. Sempre fui muito unida com o meu pai, a pesar de discutirmos sobre algumas coisas nunca chegamos a ficar sem se falar, quando eu era criança éramos os melhores amigos, ele fazia de tudo para me agradar, me defendia na escola quando eu apanhava na saída, me defendia das surras que a minha mãe me dava, mais quando ele me pegava só faltava me matar! Mais sempre nos reconciliamos depois...

 O que leva um casal a se separar sempre são os mesmos motivos... TRAIÇÕES, VÍCIOS, AGRESSÕES E ABUSOS. Sei que pode ser por conta de outros motivos dos quais eu não citei, mais esses são as principais causas, e todas essas causas foi o motivo dá separação dos meus pais, confesso que dei graças a Deus quando eles se separaram, é muito difícil conviver com um pai alcoólatra e com uma mãe com transtorno de bipolaridade e vários problemas espirituais, sendo que considero todo tipo de transtorno ligado a mudança de humor e comportamento espiritual! Mais sem querer fugir do assunto e falar sobre o tema desse post, a separação e destruição dá família acontece por falta de relacionamento, por falta de diálogo, sendo que o diálogo é muito importante para resolver qualquer mal entendido entre uma pessoa, afinal de contas é conversando que a gente se entende não é mesmo? E quando a família toda briga? Mãe, pai, avô, avó, tia, família do pai com a família dá mãe, primos, sobrinhos... Pense num desastre!

 Quando a família briga, ao invés de tentarem conversar e reconciliar "que é o normal" eles preferem falar dos seus problemas para outras pessoas que não tem nada a ver com o vínculo familiar. Já vi uma mãe dizer que odiava sua filha, que nunca teve um bom relacionamento com ela, e que por isso evitava conversar, ou tentar qualquer tipo de proximidade, que preferia mil vezes o namorado, e a família do namorado do que a própria família... Sendo essa mãe separada do marido e convivendo em casa com os filhos e com esse outro relacionamento. O que eu acho um absurdo é uma mulher separada colocar um homem dentro de casa, sem ao menos dá uma satisfação para família, e sem avisar que está em outro relacionamento... Já pensou? Você chega em casa e se depara com um estranho dizendo ser o namorado dá sua mãe e sentado na mesa comendo? Dormindo com a sua mãe, e convivendo de baixo do mesmo tento que você e seus irmãos? E você ter que ficar calado sem poder ao menos questionar? É o que tem acontecido em muitas famílias, esse tipo de comportamento diabólico que todos tem achado normal... Eu poderia falar sobre muitas coisas que desaprovo e acho anormal, mais eu tenho uma consciência, eu sei muito bem o que é uma família destruída, sei o que é certo e o que é errado.

 É muito triste ver as pessoas dá sua casa dando importância aos outros de fora e tratando a própria família como lixo. E ainda por cima fala mal, e se desfaz das pessoas que o ama de verdade... As pessoas de fora podem fazer tudo por você, mais na hora do sufoco dá dor, dá necessidade a sua família sempre estará ao seu lado, ou talvez nem sempre... Quando temos uma família amaldiçoada não podemos contar com ninguém só com Deus, o que devemos fazer é orar e fazer um propósito de oração por essas pessoas, sei que não é fácil, mais devemos fazer a nossa parte como cristãos e lutar pela vida dá nossa família, vida espiritual é claro, quando o espírito é bom tudo permanece no seu lugar, dentro dá normalidade no quesito família feliz.

 Vários acontecimentos podem contribuir para a separação de uma família, separação essa que falo não somente de pai e mãe, mais intrigas e brigas entre os próprios membros dá família, e principalmente ficar de olho nessas pessoas de fora que colocamos dentro do nosso vínculo familiar, e principalmente dentro de casa, nunca esqueça que nada é mais importante do que a sua família, sendo ruim ou bom é a sua família, que você conviveu a vida inteira, não jogue isso no lixo... Nos só temos um inimigo nesse mundo o diabo. Vale a pena lutar por que é bom e se as coisas não estão indo como deveriam ir alguma coisa tem, invista no seu relacionamento com Deus, e procure amizades saudáveis e com pessoas que possam contribuir de alguma forma com a sua vida espiritual, se uma pessoa te dá um conselho ruim relacionado a sua vida familiar boa coisa ela não é.

 E quando a minha família não quer ajuda? Quando a minha família não gosta de mim? Aí o que devemos fazer é orar a Deus por eles e ficar no nosso lugar... Se a gente atrapalha então é bom não se meter em nada relacionado a vida deles, até por que cada um faz suas escolhas, a melhor alternativa e talvez a mais difícil possa ser se mudar para outro lugar, morar sozinho e deixar eles viverem a vida deles do jeito que eles acham certo. Deus vai providenciar, cada um faz o que pode e eu entendo quando alguém cansa de lutar pela família ou por um ente querido, eu por exemplo já fiz vários propósitos pela minha vida familiar, já conversei, já orei, mais creio que uma semente foi plantada no coração de cada um deles, hoje eles entendem sobre um mundo espiritual, mundo esse que eles desconheciam até​ Deus ter me escolhido, eles sabem que não estão bem... Mais se preferem ficar do mesmo jeito eu não posso mais interferir em nada, há não ser continuar orando pela alma deles, e pela salvação e restauração dá minha família destruída pelos vícios e pelo adultério... Cristianismo é isso é perseverança.

 Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo. Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela... Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. (Efésios 5:22-25, 28)

 Mas desde o princípio da criação, Deus os fez homem e mulher. Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, [e unir-se-á à sua mulher, e serão os dois uma só carne; assim já não são mais dois, mas uma só carne. Porquanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem. (Marcos 10:6-9)

 Eis que os filhos são herança da parte do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. Como flechas na mão dum homem valente, assim os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, quando falarem com os seus inimigos à porta. (Salmos 127:3-5)

 Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra. E vós, pais, não provoqueis à ira vossos filhos, mas criai-os na disciplina e admoestação do Senhor. (Efésios 6:1-4)

 Mas, se vos parece mal o servirdes ao Senhor, escolhei hoje a quem haveis de servir; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do Rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor. (Josué 24:15)

 Mas é de eternidade a eternidade a benignidade do Senhor sobre aqueles que o temem, e a sua justiça sobre os filhos dos filhos, sobre aqueles que guardam o seu pacto, e sobre os que se lembram dos seus preceitos para os cumprirem. (Salmo 103:17-18)

 Mas, se alguém não cuida dos seus, e especialmente dos da sua família, tem negado a fé, e é pior que um incrédulo. (Timóteo 5:8)

 Instrui o menino no caminho em que deve andar; mesmo quando ele for velho, não se desviará dele. (Provérbios 22:6)

Postar um comentário